ENTRE EM CONTATO

 


Petrópolis, RJ
BRAZIL

Site oficial do Miss Brasil Mundo e Mister Brasil CNB. O Concurso Nacional de Beleza é o evento responsável pela eleição da Miss Brasil Mundo e do Mister Brasil CNB. A vencedora representa o país no Miss World, um dos dois principais concursos de beleza do planeta. O Mister Brasil CNB participa em um dos cinco concursos que fazem parte do Grand Slam (Mr World, Mister Supranational, Mister International Mister Global ou Manhunt International) - todos licenciados do CNB no Brasil. 

tumblr_nxvfwvvRaX1rpqdi8o1_1280 - Edited.jpg

Notícias

Notícias sempre atualizadas do Concurso Nacional de Beleza!

 

Filtering by Category: Gabrielle Vilela

Miss Mato Grosso CNB e Mister Mato Grosso CNB 2019 serão eleito hoje, em Cuiabá

Henrique Fontes

MT5 (1).jpg

O Hotel Fazenda Mato Grosso, localizado em Cuiabá, recebe hoje a final do concurso estadual que elegerá a Miss Mato Grosso CNB e o Mister Mato Grosso CNB 2019. Na categoria feminina, 17 jovens lutam pelo título estadual, enquanto na masculina, há 15 postulantes ao título de homem mais bonito do estado.

Conheça as candidatas:

Conheça os candidatos:

Na fase do confinamento, eles passaram pelas etapas de entrevistas, trajes de banho e noite, tendo sido analisados por um júri técnico que contou com a presença da atual Miss Brasil Mundo, Jéssica Carvalho, da Miss Brasil Mundo 2017, Gabrielle Vilela, quem apresentará o concurso nesta noite, e do gerente de licenças estaduais do CNB, Willian Freitas.

Olhares atentos: um júri técnico de peso, composto por Jéssica Carvalho, Willian Freitas e Gabrielle Vilela, observa com atenção candidatas e candidatos que disputam os títulos estaduais de 2019 no Mato Grosso.

Olhares atentos: um júri técnico de peso, composto por Jéssica Carvalho, Willian Freitas e Gabrielle Vilela, observa com atenção candidatas e candidatos que disputam os títulos estaduais de 2019 no Mato Grosso.

Na importante etapa do concurso “Beleza pelo Bem”, destacaram-se com os seus projetos sociais as Misses Nova Xavantina CNB, Primavera do Leste CNB e Alto Araguaia CNB. Já na disputa masculina, os finalistas desta prova foram os Misters Distrito de Vila Operária CNB e Cuiabá CNB. Os ganhadores serão anunciados durante a final e garantirão vagas entre os semifinalistas.

Rainhas: Jéssica Carvalho, Miss Brasil Mundo 2018, e Gabrielle Vilela, Miss Brasil Mundo 2017, em Cuiabá para a eleição da Miss Mato Grosso CNB e do Mister Mato Grosso CNB 2019.

Rainhas: Jéssica Carvalho, Miss Brasil Mundo 2018, e Gabrielle Vilela, Miss Brasil Mundo 2017, em Cuiabá para a eleição da Miss Mato Grosso CNB e do Mister Mato Grosso CNB 2019.

Para Jéssica Carvalho, quem no Mato Grosso participa do seu primeiro estadual como Miss Brasil Mundo, a beleza física é importante, porém, não é o fator mais determinante na hora de escolher os vencedores:

“Ter beleza apenas não ganha mais concursos. Os tempos são outros e hoje a personalidade, o carisma e o caráter contam muito na hora da escolha. Deve haver um equilíbrio entre todos estes fatores”, comentou a nossa representante no Miss Mundo 2018.

O evento será transmitido ao vivo, à partir das 22 horas, no canal do YouTube do Concurso Nacional de Beleza, a TV CNB.

Histórico

O sorriso de Marluci Mavalier (extrema esquerda) ao conquistar o quarto lugar no disputadíssimo Miss Mundo 1966. Grécia (3), Índia (vencedora), Iugoslávia (2) e Itália (5), completaram um dos mais fortes grupos de finalistas da história do concurso Miss Mundo.

O sorriso de Marluci Mavalier (extrema esquerda) ao conquistar o quarto lugar no disputadíssimo Miss Mundo 1966. Grécia (3), Índia (vencedora), Iugoslávia (2) e Itália (5), completaram um dos mais fortes grupos de finalistas da história do concurso Miss Mundo.

O Mato Grosso conquistou o título de Miss Brasil Mundo uma vez, em 1966, com Marluci Manvailer. Na época, a representante do estado foi a segunda colocada no concurso de Miss Brasil (naquele então unificado), o que lhe garantiu o direito de representar o país em Londres.

Natural de Ponta Porã, município localizado próximo ao Paraguai que hoje pertence ao estado do Mato Grosso do Sul, desmembrado do Mato Grosso no final dos anos 1970, Marluci é descendente de índios guaranis. Antes de partir para a Inglaterra, onde conquistaria um honroso quarto lugar no Miss Mundo, ela declarou à revista Manchete:

“Desejo ser manequim, é bem verdade. Sinto-me fascinada por essa profissão. Mas não creio que seja necessário crescer ainda mais (tinha 1.71 m). No Brasil, onde a maioria dos homens é de estatura média, a mulher alta se arrisca a não encontrar marido." A declaração que hoje pode ser considerada cômica (ou até ingênua), teve ainda uma conclusão surpreendente: “Não faço questão do tipo físico do homem ao qual entregarei, algum dia, o meu coração. Basta que seja advogado”.

De fato os tempos eram outros!

Hoje a senhora Marluci Manvailer Esgaib, viúva de Gazi Mohamed Esgaib, auditor do TCE-Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, e mãe de 4 filhos, é uma personalidade de grande prestígio da sociedade de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul.

O segundo lugar no Miss Brasil Mundo 2017, levou Bárbara Reis à Polônia: foi favorita da imprensa especializada, conquistou o título de Miss Supranational Américas e o sexto lugar geral.

O segundo lugar no Miss Brasil Mundo 2017, levou Bárbara Reis à Polônia: foi favorita da imprensa especializada, conquistou o título de Miss Supranational Américas e o sexto lugar geral.

Outra Miss Mato Grosso CNB de destaque, esta mais recente, é Bárbara Reis, de Sinop, vice-Miss Brasil Mundo 2017. Como vice de Gabrielle Vilela, disputou o título de Miss Supranational 2018 como favorita, na Polônia, e trouxe a sexta colocação.

O Mato Grosso ainda não conquistou o título de Mister Brasil CNB, mas já chegou perto em algumas ocasiões, contabilizando diversos finalistas e semifinalistas no concurso nacional.

Despedem-se dos seus títulos estaduais hoje Izabela de Deus, Miss Mato Grosso CNB 2018 que hoje reside em São Paulo, onde trabalha como modelo, e Ian Bock, Mister Mato Grosso CNB 2018.

O concurso é realizado pelo coordenador estadual Welson Mesquita, auxiliado por Antônio Gomes.

A vencedora disputará o título de Miss Brasil Mundo 2019 no dia 3 de setembro, enquanto o ganhador tentará ser eleito Mister Brasil CNB 2019, no dia 4 de setembro. Ambos eventos acontecerão no Dall´Onder Grande Hotel, em Bento Gonçalves (RS).

Desejamos muito sucesso a todos os candidatos na noite de hoje!

Fotos: Willian Freitas; crédito: Passarela Cultural e revista Manchete.

Miss Grand Int´l 18: Paraguai vence com reação histórica

Henrique Fontes

Grand1.jpg

Principalmente para quem esteva no The ONE Entertainment Park, em Rangum, Mianmar, a cena foi chocante: quando Clara Sosa, apresentadora de tv, chef de cozinha e estudante de direito paraguaia, foi anunciada como a vencedora do concurso Miss Grand International, a emoção da moça foi tanta que ela desmaiou! Se não fosse a ajuda da segunda colocada, a indiana, Meenakshi Chaudhary, o impacto da queda poderia ter sido maior. Menos mal que tudo acabou bem: dois minutos depois ela se levantou e pode receber a coroa das mãos da peruana Maria Jose Lora, a vencedora de 2017.

Miss Índia tenta acudir a nova Miss Grand International: ela não aguentou a emoção e desmaiou!

Miss Índia tenta acudir a nova Miss Grand International: ela não aguentou a emoção e desmaiou!

Além de Paraguai e Índia, completaram o “top 5” do certame as Misses Indonésia, Nadia Purwoko (terceira colocada), Porto Rico (quarto lugar), Nicole Colón, e Japão, Haruka Oda (quinta classificada).

A brasileira Gabrielle Vilela foi uma das 20 semifinalistas, tendo realizado um belíssimo desfile com o traje de banho da nova coleção MGI, e fechando assim sua bela caminhada neste concurso.

“Me sinto realizada, pude fazer no Miss Grand International o que acabei não tendo a oportunidade de fazer no Miss Mundo: além de classificar, desfilar e me divertir, estou muito feliz”, comentou Vilela após a conclusão do evento.

“Tenha dó, seu juíz!”. Assim como aconteceu com a mítica baiana Martha Rocha, quem perdeu o título de Miss Universo em 1954 por duas polegadas a mais no quadril, Gabrielle Vilela teria parado no “Top 20” do MGI 2018 pelo mesmo motivo. De qualquer forma, a brasileira fez bonito e encantou a todos!

“Tenha dó, seu juíz!”. Assim como aconteceu com a mítica baiana Martha Rocha, quem perdeu o título de Miss Universo em 1954 por duas polegadas a mais no quadril, Gabrielle Vilela teria parado no “Top 20” do MGI 2018 pelo mesmo motivo. De qualquer forma, a brasileira fez bonito e encantou a todos!

Os organizadores do concurso foram só elogios à nossa representante: “Miss Brasil tem um dos rostos mais lindos do evento e é uma pessoa muito boa e inteligente. Se tivesse 1 ou 2 polegadas a menos no quadril, poderia ter chegado mais longe”, comentou o sr. Nawat Itsaragrisil, presidente e idealizador do Miss Grand International.

Em entrevista ao site Global Beauties, dias antes da final do concurso, Nawat foi enfático ao dizer: “Nos nossos critérios, um corpo perfeito é primordial. Depois vem a personalidade e, por fim, a beleza facial. Além disso tudo, a candidata deve demonstrar vontade de trabalhar junto à nossa organização”.

Em 2019 será realizado um concurso nacional específico para o Miss Grand International, com representantes das 27 unidades da federação competindo pelo título de Miss Grand Brasil 2019. O evento acontecerá no dia 28 de fevereiro, no Grande Hotel Dall´Onder, em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul.

Parabéns ao Paraguai e à nova Miss Grand International!

Miss Grand´18: Gabrielle Vilela chega em Mianmar após 32 horas de viagem

Henrique Fontes

Gabi1.jpg

Aterrisou no Aeroporto Internacional de Rangum, na tarde de 6 de outubro, em vôo da Bangkok Airways, a Miss Grand Brasil 2018 Gabrielle Vilela. Acompanhada do diretor do CNB e correspondente do site Global Beauties Henrique Fontes, a Miss Brasil literalmente atravessou o planeta em intermináveis horas de vôos, saindo do Rio de Janeiro no dia 4, passando por Londres e Bangkok, e chegando ao seu destino final no dia 6, um sábado de calor e chuva na capital cultural de Mianmar.

Apesar do cansaço, Vilela demonstrou muito entusiasmo ao ser recebida por dezenas de pessoas no aeroporto. Sua beleza e carisma chamaram a atenção de todos de imediato, e a nossa miss não negou foto a ninguém. Chegou a se formar uma fila para a tietagem!

Gabi2.jpg

No mesmo vôo da nossa representante, chegou também a Miss Grand Guadalupe, quem ao abraçar a brasileira, exclamou: “Como você é linda!”. Gabrielle devolveu o elogio e elas seguiram juntas para o espetacular 5 estrelas Chatrium Hotel Royal Lake Yangon. As duas belas foram tagarelando durante o percurso até o hotel, conversando sobre a viagem e as expectativas para este grande evento.

Gabi3.jpg

No Chatrium, foram recebidas com lindas flores e um delicioso suco feito com um mix de frutas locais. Ali elas souberam que seriam companheiras de quarto e foram avisadas de que teriam que se trocar rapidamente para fotos oficiais.

No Miss Grand International a agenda de atividades é intensa, não deixando lugar para o cansaço!

Gabi4.jpg

Gabrielle foi então levada a um ponto turístico da bela cidade, onde foi clicada pelo fotógrafo oficial do concurso. A imagem aqui disponível é de bastidores, aguardamos ainda o resultado deste ensaio.

De volta ao hotel, chegou o momento de receber a faixa oficial do concurso e conhecer as demais concorrentes ao título. Vindas dos 5 continentes, todas as 70 beldades (9 ainda devem chegar) tiveram a oportunidade de falar ao microfone.

A Miss Ilhas Cook, uma elegante e alta loira vinda do Pacífico Sul, comentou que é atleta da vela e participou dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

A Miss Cuba, nascida em Havana e hoje residente em Miami, foi das mais entusiasmadas: ela é apresentadora de um programa de rádio na cidade americana.

A Miss Portugal, Priscila Alves, falou com a mesma serenidade e elegância que presenciamos quando concorreu e classificou-se entre as 10 mais belas no Miss Supranational 2016, na Polônia. Contou que viaja pelo mundo como integrante de um circo.

Gabi6.jpg

Algumas candidatas cantaram, entre elas China, Canadá e Hong Kong. Já a representante do Perú arriscou alguns passos de dança ao som de uma canção chamada “Anaconda”. Ela é natural de uma região amazônica do país vizinho.

Quando chegou a vez da nossa brasileirinha, Gabrielle não perdeu a oportunidade de falar sobre as belezas de Angra dos Reis e suas 365 ilhas. Ela terminou seu discurso convidando a todas as candidatas a visitá-la no Brasil.

Gabi5.jpg

O presidente do concurso, senhor Nawat Itsaragrisil, deu as boas-vindas e falou um pouco sobre o que espera de uma vencedora: “Não importa se ela é alta ou baixa, ou que tipo de beleza ela tenha. Nem sempre ganha a mais beleza fisicamente, mas sim aquela que tem a melhor combinação entre beleza e personalidade”, ele explicou.

“Tenham a certeza de que vocês estão sendo constantemente observadas e recebendo notas do nosso staff. Ganhar o Miss Grand não depende apenas de um desfile impressionante, é um conjunto”, concluiu.

A vice-presidente do concurso, a sra. Teresa Chaivisut , quem acaba se tornando uma “mãe adotiva” para a ganhadora durante o seu ano de reinado, falou sobre a dinâmica do concurso e as atividades que acontecerão nos próximos dias.

As candidatas receberam suas faixas das mãos de Maria Jose Lora, peruana eleita Miss Grand International em 2017, ainda mais bonita após um ano de reinado e de viagens pelo mundo.

VEJA GALERIA DE FOTOS DESTE EVENTO (GLOBAL BEAUTIES)

Neste domingo as candidatas conhecerão pontos turísticos de Rangum.

Começou o Miss Grand International 2018!

Fotos: Henrique Fontes e MGI

Gabrielle Vilela parte para Mianmar em busca do título Miss Grand International 2018

Henrique Fontes

gabi1.jpg

Após ter sido eleita Miss Brasil Mundo 2017 e ter sido escolhida pelo júri do Miss Mundo para integrar o Top 40 da edição do ano passado daquele concurso, a fluminense natural de Angra dos Reis Gabrielle Vilela encara mais um desafio internacional: representar o país no Miss Grand International 2018. Muito focada, com grande experiência acumulada em concursos de beleza, e após intensa preparação com a Livi Treinamento, ela decola hoje para Mianmar na esperança de conquistar para o país este título que faz parte do Grand Slam e que premia a vencedora com US$ 40.000 (40 mil dólares, cerca de R$ 160.000). Veja o que ela tem a nos dizer sobre esta nova aventura.

CNB: O que você aprendeu com a sua participação no Miss Mundo, que acha poderá ser útil ao competir no Miss Grand International?

Gabrielle: Participar de um concurso com a magnitude do Miss Mundo me ensinou muitas coisas que levo não apenas para o MGI, mas também para a minha vida. A importância da disciplina; de manter um sorriso no rosto mesmo quando exausta, porque sim, depois de algum tempo, chega a exaustão física e mental; estar pronta para mudanças repentinas de horários, atividades, vestuário, sem perder o bom humor. Aprendi a dançar para o segmento “Dances of the World” do Miss Mundo, e sei que em um concurso como o MGI, cheio de coreografias, isso será muito útil. Enfim, imagino encontrar situações semelhantes pela frente e agora me sinto mais preparada para lidar com elas.

gabi2.jpg

CNB: Qual a sua maior expectativa sobre o Miss Grand International?

Gabrielle: É um sonho poder participar em um concurso tão dinâmico e que em pouco tempo já causa tanto interesse entre os fãs de concursos de beleza. Eu amo este “mundo miss” e é sempre maravilhoso conhecer gente de todo mundo, pisar em uma passarela com a torcida e energia boa de tantas pessoas, mas confesso que estou indo para este concurso com sangue nos olhos. Só levo boas lembranças do Miss Mundo, mas em termos de resultado, eu esperava ter chegado mais longe e muita gente acreditava em mim e no meu potencial. Vou dar o meu melhor em cada momento para brigar pelo título.

CNB: Pode nos dizer algo sobre o seu vestido de gala e o seu traje típico?

Gabrielle: Posso dizer que o Flávio Soares, que é um amor de pessoa e um super profissional, criou trajes levando em conta o perfil do concurso. São muito bem elaborados e trabalhados em ricos detalhes, eu amei! Vocês terão que esperar para conferir, não quero estragar a surpresa!

gabi4.jpg

CNB: O MGI tem como lema promover a paz e o bom entendimento entre as nações. Qual é a sua melhor definição de paz?

Gabrielle: Para mim, paz deveria ser sinônimo de tolerância e respeito às diferenças. Quando existem o respeito e a tolerância, quando não insistimos em impor nossas verdades, e isso vale para pessoas e para nações, respeitando o limite do outro, passa a imperar a paz. Paz é plenitude, talvez o que toda pessoa de bom coração e de bom senso anseie em conquistar.

CNB: Em que prova acha que irá se destacar mais?

Gabrielle: Eu estou pronta para arrasar em todas elas (risos)! Mas é claro, espero ter maior destaque na hora de falar. Ao meu ver, uma boa entrevista, ou um bom discurso, diz muito mais sobre a beleza de uma mulher, do que um desfile. Quero mostrar que a mulher brasileira é inteligente, tem opiniões fortes e tem paixão e respeita a diversidade que impera neste planeta. Além disso, é na entrevista do Top 5 que tudo será definido, então, estrategicamente falando, este é o momento em que eu quero mais me sair bem.

CNB: Já viu as candidatas? Tem algumas favoritas?

Gabrielle: Vi algumas candidatas, é um grupo bonito. É difícil julgar por fotos e vídeos, mas vejo as Misses Índia, Venezuela, República Dominicana, México, Tailândia, Colômbia e Austrália, como mulheres muito lindas e fortíssimas candidatas. Estou louca para conhecer todas as candidatas!

gabi3.jpg

CNB: Como você vem se preparando para este desafio?

Gabrielle: Estudei muito o concurso, até porque ele é bastante diferente do perfil do Miss Mundo. Com muita alegria, eu voltei a Taquari, no Rio Grande do Sul, e tive um super treinamento intensivo com a equipe maravilhosa da Livi Treinamento. Eles são demais! O Dr. Manuel Barrios fez com que o meu sorriso ficasse ainda mais bonito, o que aumentou a minha autoestima. Conversei muito com o Henrique Fontes sobre o MGI e o que se espera de uma candidata, estudei o desempenho de vencedoras anteriores. Também conversei muito e recebi dicas preciosas da Caroline Venturini, minha amiga e antecessora. Ela me ajudou demais! Contei com a ajuda da minha família e de muita gente em Angra e no Rio. Levo tudo o que aprendi na China com Alexander Gonzales e equipe, da minha preparação para o Miss Mundo 2017. Aproveito para expressar a minha gratidão eterna a todas essas pessoas. Me sinto preparada e bem amparada.

CNB: Com o apelido de “Miss Magali”, o que acontece se a comida for boa em Mianmar?

Gabrielle: (Risos!) Então, a minha genética e o meu metabolismo me permitem comer bem. Vou adorar se a comida for boa! Assim estarei sempre de bom humor, sem perder a boa forma!

Gabrielle embarca para Rangum, a maior cidade e principal centro cultural de Mianmar, pela British Airways, com escalas em Londres e Bangkok, às 21:30 de hoje (quinta-feira, dia 4 de outubro). Chegara em Mianmar na tarde de sábado, 6 de outubro. A final acontecerá no dia 25 de outubro com transmissão ao vivo pela internet.

Lembrando que a Miss Grand Brasil 2019 será eleita em concurso nacional, no dia 28 de fevereiro, no Dall´Onder Grande Hotel, em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul.

Siga a cobertura do evento aqui no nosso portal e na conta do Miss Grand Brasil no IG: https://www.instagram.com/missgrandbrasil/ .

Boa sorte, Gabi!! O Brasil está com você!!

Fotos Alice Sulzbach / Produção Andrisa Fregapani

Hoje tem Miss Rio Grande do Sul CNB 2018, com apresentação de Gabrielle Vilela

Henrique Fontes

Gabrielle, Caroline e Daiane durante os ensaios que precedem a grande final do Miss Rio Grande do Sul CNB 2018.

Gabrielle, Caroline e Daiane durante os ensaios que precedem a grande final do Miss Rio Grande do Sul CNB 2018.

Está tudo pronto para a eleição da mais bela mulher gaúcha de 2018. Acontecerá hoje no Guarita Park Hotel, em Torres, a final do Miss Rio Grande do Sul CNB. Entre as atrações de hoje, destaca-se a Miss Brasil Mundo Gabrielle Vilela apresentando a gala que terá inícios às 20 horas.

Nos últimos dias, as 18 representantes municipais que disputam os três títulos em jogo, enfrentaram uma bateria de avaliações. Notas recebidas em projetos e ações sociais, entrevista preliminar, beleza plástica, comportamento, beleza facial e desempenho em vídeo, serão somadas às pontuações do desfile de moda noite, que acontecerá na noite de hoje, para que sejam determinadas as 10 semifinalistas do concurso.

As classificadas responderão à mesma pergunta para que recebam as notas finais do júri, e a somatória geral resultará nos nomes da Miss Rio Grande do Sul CNB, da Miss Ilha dos Lobos CNB, da Miss Ilha da Pintada CNB, além da vice-Miss e da segunda vice-Miss.

Nas entrevistas preliminares, realizadas ontem, as candidatas compartilharam detalhes dos projetos sociais que apoiaram, as suas trajetórias como misses municipais e algumas experiências de vida marcantes.

O grupo inclui uma acadêmica em medicina, diversas em direito, algumas já formadas e trabalhando em suas áreas, além de empresárias. Os impressionantes projetos apoiados pelas representantes da beleza integral gaúcha são variados, como apoio à gestantes, fundos angariados para ajudar instituições e pessoas com necessidades especiais, assistência à mulheres com dependência química, entre outros.

Também durante as entrevistas preliminares, ma das candidatas falou abertamente sobre a sua homossexualidade, enquanto outra não segurou as lágrimas ao relatar obstáculos que superou: foi posta para adoção com 4 anos de idade e tuberculosa, encontrando pais adotivos amorosos e posteriormente, a cura para a doença.

"Definitivamente são novos tempos em que a beleza passa a ser valorizada de forma muito mais ampla e abrangente", declarou o diretor do CNB Henrique Fontes, presente no evento. "São mulheres fortes e que servem de exemplo em suas regiões, merecem todo o nosso reconhecimento", concluiu Fontes. 

O Rio Grande do Sul é o estado com mais representantes no Miss Mundo em 60 anos de participação do Brasil: são 9 título nacionais, um a mais que o Rio de Janeiro (oito) e dois a mais que São Paulo (sete). A última conquista veio com Julia Gama, em 2014. Julia venceu a prova "Beleza Pelo Bem" (Beauty With a Purpose) no concurso realizado em Londres. Em destaque, a causa oficial do CNB: a luta contra a hanseníase.

O chimarrão nunca faltou entre uma atividade e outra da competente coordenadora Caroline Venturini.

O chimarrão nunca faltou entre uma atividade e outra da competente coordenadora Caroline Venturini.

Buscando manter a tradição no estado, a coordenadora Caroline Venturini (Miss RS CNB 2016, finalista do CNB 2016, Miss Grand Brasil e semifinalista do Miss Grand International 2017) realizou um trabalho admirável já no seu primeiro ano à frente da competição estadual, cuidando de detalhes e valorizando o "Beleza Pelo Bem".

"O que nos apaixona no CNB e no Miss Mundo é o principal diferencial do concurso, que é o incentivo à jovens para usaram a beleza com o intuito de fazer o bem. Estou muito orgulhosa das nossas candidatas e de fazer parte desta grande família!", comentou a nova coordenadora.

A grande vencedora da noite será coroada por Daiane Savi, quem conquistou o primeiro título estadual para o município de Sananduva e reinou de forma magnífica desde a sua consagração como Miss Rio Grande do Sul CNB 2017.

Acompanhe atualizações sobre o evento nas redes sociais do CNB e do Miss Rio Grande do Sul CNB. Fique ligado nos stories do IG:

IG: @missbrasiloficial @missriograndedosulcnb

Leilão com vestidos usados pela Miss Mundo e pela Miss Mundo Brasil em evento da APAE-DF já começou!

Henrique Fontes

35147480_10160402446385576_7790552633168625664_n.jpg

Em abril a Miss Mundo, Manushi Chhillar, e a Miss Brasil Mundo, Gabrielle Vilela, estiveram em Brasília e desfilaram no evento beneficente Corações VIPs, que tinha como intuito angariar fundos para ajudar as muitas ações promovidas pela APAE-DF. A Miss Mundo e a Miss Brasil Mundo desfilaram ao lado de modelos da APAE-DF, trajando criações exclusivas da talentosa estilista Taiana Miotto.

Agora chegou a sua chance de arrematar essas peças espetaculares e ajudar a APAE-DF, uma vez que a renda deste leilão será revertida para a instituição. Os lances começam em R$3100 (Miss Mundo) e R$2900 (Miss Brasil Mundo). Esta ação tem total apoio da Miss World Organization e do Concurso Nacional de Beleza, sob a bandeira do "Beauty With a Purpose".

Para participar, acesse  https://www.leiloeirosdebrasilia.com.br/leiloes/1529708400-coracoes-vips  e dê o seu lance!

Descrição dos vestidos:

leilao_Manushi.jpg

Miss Mundo, Manushi Chillar: 

Vestido azul, feito com tecido de algodão com poliamida e elastano. Recorte no busto formando um decote ´V´, recorte princesa justo ao corpo até abaixo do quadril, formando uma saia com volume, contendo anágua, costas nuas com zíper aparente.

Gabi.jpg

Miss Brasil Mundo, Gabrielle Vilela:

Vestido verde,feito com tecido de linho e algodão. recorte princesa no busto, sem decote, modelagem justa ao corpo formando uma saia sereia, detalhe nas costas com zíper aparente.

Leia mais em: https://www.leiloeirosdebrasilia.com.br/leiloes/1529708400-coracoes-vips

Não esqueça: você tem até o dia 22 de junho. Participe!  

Miss Brasil Mundo Gabrielle Vilela prestigia eleição da nova Miss Mundo Argentina

Henrique Fontes

Maria Victoria Soto, a eleita Miss Mundo Argentina 2018, ao lado da Miss Brasil Mundo 2017 Gabrielle Vilela.

Maria Victoria Soto, a eleita Miss Mundo Argentina 2018, ao lado da Miss Brasil Mundo 2017 Gabrielle Vilela.

A Miss Brasil Mundo Gabrielle Vilela desembarcou na capital argentina no último final de semana para prestigiar o evento de gala da eleição da mais beleza mulher do país vizinho em 2018: o concurso Miss Mundo Argentina

Transmitido pelo canal cibernético Bendice la Corona (clique e assista) diretamente do Hotel Sheraton Libertador, com produção da diretora nacional e produtora de eventos Nadia Cerri, o concurso apresentou candidatos de diversas províncias brigando pelos títulos de Miss Mundo Argentina e Mister Mundo Argentina, além da estreante categoria "Teen". Foi um espetáculo dinâmico, com muita passarela e cor. Na ocasião foi lançada também a coleção de roupas com a marca "Nadia Cerri".

Conduziram o espetáculo com maestria a Miss Mundo Argentina 2014 Yoanna Don e o ator Mario Guerci

Os eleitos da noite: A nova Miss Mundo Argentina é rodeada pela Miss Teen e pelo Mister Mundo Argentina.

Os eleitos da noite: A nova Miss Mundo Argentina é rodeada pela Miss Teen e pelo Mister Mundo Argentina.

A nossa Miss Brasil Mundo Gabrielle Vilela encantou a todos com a sua beleza, carisma e sorriso iluminado. Na despedida da Miss Mundo Argentina 2017 Avril Marco, primeira representante do país classificada no Miss Mundo em 30 anos (Top 40), Gabrielle emocionou-se e não segurou as lágrimas. As duas tornaram-se grandes amigas na China, onde aconteceu o concurso máximo da beleza mundial, o Miss World 2017, vencido pela indiana Manushi Chhillar.

Henrique Fontes, diretor do Concurso Nacional de Beleza, fez parte da mesa julgadora ao lado de Nadia Cerri, de Keno Manzur (diretor do Miss Mundo Chile) e de outras personalidades argentinas e internacionais, que acabou elegendo quase que por unanimidade a belíssima Maria Victoria Soto da província de Entre Rios como a nova soberana da beleza portenha. Ficou com o vice-campeonato Eliana Ravera, de Buenos Aires, enquanto Lara Bochle, de Corrientes, subio ao pódio da beleza na terceira colocação.

Thomás, da Tierra del Fuego, viajará para a Argentina no próximo mês de janeiro: ele concorrerá ao título de Mister World 2019.

Thomás, da Tierra del Fuego, viajará para a Argentina no próximo mês de janeiro: ele concorrerá ao título de Mister World 2019.

O novo Mister Mundo Argentina é Franco Migliore, de Tucumán. Ele terá que esperar para representar o seu país no exterior, já que Thomás Lietti, quem passou a faixa no último domingo, representará a Argentina no Mr World 2019, em janeiro, nas Filipinas. Sofia Urzagasti venceu a categoria "teen" e converteu-se na mais bela adolescente do país vizinho.

"Foi maravilhoso fazer parte deste lindo evento e poder estar ao lado da minha amiga Avril neste momento tão importante. Desejo todo o sucesso do mundo aos eleitos, são lindos e merecedores", comentou Vilela.

Amigas para siempre: o selfie emocionado de Gabrielle do Brasil e Avril da Argentina. Lindas!

Amigas para siempre: o selfie emocionado de Gabrielle do Brasil e Avril da Argentina. Lindas!

De volta ao Brasil, Gabrielle embarca para São Paulo nos próximos dias, onde participará de uma feira na capital do estado.

Obrigado Nadia Cerri pelo convite e parabéns aos eleitos! 

Miss Mundo, Miss Brasil Mundo e misses paraense na luta contra a hanseníase em Belém

Henrique Fontes

IMG_1750.jpg

A sexta-feira (20/4) foi um dia marcante para a luta contra a hanseníase, para o Pará e para a história do nosso concurso. Cedinho a comitiva do concurso partiu para Tapanã, uma região de Belém (PA) onde a incidência da doença ainda é bastante alta. Manushi Chhillar (Miss Mundo), Gabrielle Vilela (Miss Brasil Mundo), Isabella Garcia (Miss Pará CNB) e Thays Sintra (Miss Marajó CNB), se reuniram com os voluntários do Morhan para orientações, um bate-papo inicial e logo em seguida para ir para as ruas conscientizar a população local.

A panfletagem é uma atividade muito importante nesta luta. Ao entregar o panfleto, a primeira pergunta que se faz é: "Você sabe o que é hanseníase?". Em torno de 80% das pessoas não sabem. E é aí que mora o perigo. Então se explica detalhadamente, em especial a atenção que as pessoas devem ter com manchas na pele, e caso sejam encontradas, a importância de se procurar um posto médico imediatamente. O tratamento pode durar apenas 6 meses, evitando a propagação da doença e suas sequelas. O trabalho de informar as pessoas sobre a hanseníase é fundamental.

E foi isso o que as nossas misses fizeram, a Miss Mundo com a ajuda de um intérprete. Entre as pessoas com quem Manushi conversou, havia uma senhora que teve a doença, se tratou a tempo, e chegou a cura sem nenhum tipo de sequela. Um exemplo a ser seguido!

31389384_10160231285365576_754309047313760256_n.jpg

Logo em seguida chegou o momento de conhecer o Governador do Estado do Pará, o senhor Simão Robison Oliveira Jatene. A Miss Mundo levou ao governador uma série de reivindicações do Morhan, em especial apoio do estado para ter maior acesso a municípios localizados em áreas mais remotas, onde os agentes da ONG poderiam visitar escolas, postos de atendimento médico e fazer visitações domiciliares, levando informações sobre a doença para essas pessoas.

A conversa sobre projetos sociais e a importância de se combater a hanseníase no país foi muito rica e produtiva. Em dado momento, o governador filosofou: "O homem é um projeto de Deus. Mas um projeto que ainda não deu certo". Espirituosa como sempre, a Miss Mundo foi rápida na resposta: "O homem. Certo?". Arrancou aplausos de todos, inclusive do próprio governador.

IMG_1860.jpg

A Miss Brasil Gabrielle Vilela também impressionou o governador ao relatar o seu projeto e suas ações no combate à hanseníase.

O governador garantiu que irá se empenhar e fazer tudo o que for possível para que a luta contra a doença se intensifique no estado do Pará.

Do Palácio, para o Hotel Gold Mar, de onde saíram de barco para conhecer algumas ilhas e paisagens amazônicas enquanto almoçavam e respondiam perguntas dos jornalistas locais.

IMG_1911.jpg

A seguir, a equipe viajou para a cidade de Marituba, município de 130 mil habitantes localizado na  Região Metropolitana de Belém. Ao chegar ao município, a comitiva da Miss Mundo e da Miss Brasil Mundo foi escoltada por carros e motos da polícia local. 

Ao chegar, a comitiva foi recebida com festa pelos pacientes e funcionários da unidade de saúde. Representantes da beleza, chegaram com faixas e coroas, distribuindo acenos, abraços e carinho aos pacientes que exibiam as marcas da doença no corpo e nas expressões de quem se acostumou a sofrer preconceito pela aparência.

31398270_10160231291625576_6535086306173648896_n.jpg

“Vocês representam um ideal de beleza e perfeição, enquanto nós – pacientes com hanseníase – sempre estivemos no imaginário social como os feios, mutilados e incapazes”, resumiu o paciente Anildo Carlos Assunção, ao ler a carta manifesto preparada para entregar à Miss Mundo e demais rainhas da beleza.  No documento, ele relatou as dificuldades enfrentadas para conseguir assistência, pediu apoio para melhorar as políticas públicas de prevenção e tratamento da hanseníase e, principalmente, apoio no combate ao preconceito. “Antes, éramos apedrejados. Hoje, o apedrejamento acontece nas redes sociais, em falas que nos depreciam e nos minimizam como seres humanos, e isso nos dói muito”, conclui Anildo.

A curiosidade de ver uma miss de perto levou Francisca de Nazaré Mendonça, moradora da antiga colônia de hansenianos, a esperar pela chegada das Misses. “Elas são tão bonitas e com o poder que elas têm por serem misses podem chamar a atenção e ajudar a melhorar as condições para nós, principalmente na saúde, que a gente precisa mais”, avalia d. Francisca para, em seguida, conseguir abraçar Manushi e registrar o momento em selfies.

31369156_10160231293580576_8172038199699308544_n.jpg

“Quando não existe conhecimento, existe medo. Estamos lutando contra isso, a informação é importante e estamos pedindo mais investimentos em educação para prevenir a hanseníase e evitar o preconceito”, respondeu Manushi. Para isso, a Miss Mundo conversou com os principais gestores públicos de Belém e do Pará, cobrando ações mais eficazes, principalmente no interior do Estado, onde a doença está com mais incidência.

Artur Custódio, coordenador nacional do MORHAN, lembrou que o Pará tem conseguido reduzir o número de casos novos, mas destacou que o estado falha ao fazer o diagnóstico tardio, “e isso agrava a situação dos pacientes porque ficam com sequelas, e o Estado não possui um atendimento eficiente para esses casos”, lamenta. “Temos encontrado crianças com hanseníase já com sequelas. Onde há crianças doentes, significa que há famílias doentes precisando de assistência”, lembrou Artur Custódio.

Depois de conhecer o centro de referência Marcello Cândia, Manushi Chhillar e Gabrielle pediram para visitar o abrigo João Paulo II, onde vivem os pacientes idosos. Eles são os antigos moradores da colônia de Marituba, para onde foram levados durante o período em que o isolamento compulsório era a política de saúde adotada pelo Brasil - triste capítulo da históra do nosso país. Na época, a doença não era tratada e os doentes ficavam esquecidos, longe da sociedade. Muitos permanecem no abrigo porque não tinham para onde ir quando a colônia foi desativada e convivem com sequelas graves.

Longe das câmeras e dos holofotes, as quatro Misses se emocionaram ao conhecer os ex-hansenianos idosos, mutilados pela doença a ponto de não saírem mais da cama e precisarem que outras pessoas cuidem deles. Elas conversaram  com os idosos, deram carinho e atenção e depois choraram. “É muito triste ver essas coisas, mexe muito comigo porque lembro do meu bisavô, que faleceu com 90 anos e precisava de todos os cuidados. Fico muito triste ao ver que essas pessoas não tem famílias, que dependem dos outros e ainda assim conseguem ser felizes mesmo com tantos problemas”, avalia a Miss Pará Isabela Garcia, que também é estudante de medicina.

1d.jpg

Morador do abrigo há cinco anos e portador de hanseníase há 30 anos, Missondas Araújo resumiu qual a expectativa de todos os pacientes. “Estamos encantados pela sua beleza e atitude de abraçar essa causa que é muito importante para nós. Levem isso para a Organização Mundial da Saúde. Já é tempo de investir mais para erradicar essa doença”, disse ele.

“Há muitas pessoas que podem ajudar, e muitas pessoas que precisam de ajuda. Espero ser uma ponte entre elas”, concluiu Manushi Chhillar.

Na madrugada seguinte, a comitiva do Miss Mundo retornou a Londres, deixando no Brasil sementes e resultados de um trabalho feito com muito amor e dedicação. E a luta continua!

Agradecemos a todos que fizeram parte dessa jornada, que contribuíram, que se uniram a nós. Agradecemos a Miss World Organization

Primeiro dia em Belém teve visita ao prefeito, recepção no Rebouças Atelier e coroação das misses paraenses

Henrique Fontes

1d.jpg

Pouco depois da meia-noite de quinta-feira, dia 19 de abril, a Miss Mundo Manushi Chhillar e sua comitiva decolaram com destino à capital paraense. Duas horas mais tarde, eles foram recebidos com muito carinho no Aeroporto Internacional de Belém pela coordenadora estadual do CNB no Pará, Kátia Corrêa, e sua competente equipe.

Depois de uma merecida manhã de descanso, a Miss Mundo e a Miss Brasil Mundo, Gabrielle Vilela, juntamente com os representantes do Morhan Artur Custódio e Edmilson Picanço, foram recebidos no Palácio Antônio Lemos pelo Prefeito do município de Belém, senhor Zenaldo Coutinho.

1c.jpg

Para defender uma causa nobre, a vencedora do Miss Mundo 2017, a jovem indiana Manushi Chhillar, e Gabrielle Vilela, Miss Brasil Mundo, foram pela primeira vez ao Estado do Pará. Ambas apresentaram as diversas atividades e ações de combate à hanseníase a que vêm se dedicando.

Manushi explicou ao prefeito que o Miss Mundo não tem o foco apenas na beleza, mas também no engajamento em causas sociais. Há seis anos o combate à hanseníase é a causa escolhida para dedicação dos participantes do certame nacional. As vencedoras do Miss Brasil Mundo, todas embaixadoras da causa em seus respectivos anos, uniram-se ao Morhan na luta contra a doença. Agora é a vez da Miss Mundo entrar nesta luta, trazendo importante apoio e visibilidade internacional.

“Já passei por São Paulo (SP), Brasília (DF) e agora estou em Belém. E estou aqui para ajudar pessoas com hanseníase. E através deste projeto em que estamos envolvidos, pessoas estão recebendo este tratamento de maneira muito mais digna e estão sendo assistidas por isso, diminuindo cinco vezes mais o tempo de tratamento que elas têm. A informação e a conscientização é o melhor caminho”, afirmou Manushi.

Em Belém, o Programa de Controle da Hanseníase, com ações preventivas, diagnóstico e tratamento da doença está implantado em todas as unidades do município (24 unidades municipais de saúde e 54 unidades Saúde da Família), o que resultou na diminuição em 30,4% dos casos novos da doença nos últimos sete anos. Em 2016 foram diagnosticados e tratados 265 pacientes no município. E em 2017 o número caiu para 149 novos casos, o que fez da capital paraense um modelo a ser seguido por outros municípios do país, segundo afirmou o ministro da saúde, Ricardo Barros, durante sua passagem por Belém.

Para o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, a redução dos casos é resultado de um trabalho de conscientização. “Aqui no Pará nós tivemos no passado uma incidência muito grande da doença. Nos últimos anos, graças ao combate, às ações de saúde, isso ficou reduzido mais a algumas áreas do interior do Estado. Uma mudança radical que aconteceu foi que o tratamento deixou de ter o isolamento das pessoas, então hoje a cura é mais rápida e também não há o isolamento”, afirmou.

Da prefeitura, as mais belas do mundo e do Brasil seguiram para o Rebouças Atelier, onde um coquetel e impecável recepção as aguardava. Manushi ficou impressionada com os detalhes e homenagens, como balões com o seu nome, biscoitos com o desenho da bandeira da Índia e um bolo com uma coroa. A Miss Mundo experimentou o nosso brigadeiro e aprovou! Além disso, ela ficou apaixonada pelos vestidos da estilista Jana Rebouças e teve dificuldade para escolher um, aquele que seria usado na coroação na Miss Pará CNB e da Miss Marajó CNB 2018, ainda naquela noite. 

b6.jpg

Posteriormente, o vestido será leiloado com renda revertida à causa do combate à hanseníase.

Depois de muitos brindes e cliques dos fotógrafos, as misses tiveram duas horas de repouso até o evento de coroação das soberanas da beleza paraense, organizado por Kátia Corrêa. A cerimônia aconteceu no Shopping Bosque Grão-Pará. 

Após apresentação musical de Pedro Sousa, finalista do The Voice Kids, da Rede Globo, Manushi Chhillar foi apresentada e entrevistada por Kátia Corrêa. Ela expressou sua alegria por estar em Belém na luta contra a hanseníase. Kátia convidou a moça a colocar as faixas nas duas representantes do estado no Concurso Nacional de Beleza 2018.

a2.jpg

Depois foi a vez da Miss Brasil Mundo Gabrielle Vilela desfilar, também com um vestido deslumbrante de Jane Rebouças. 

Após a despedida de Emanuelle Costa, Miss Pará CNB 2017 e Top 11 no Concurso Nacional de Beleza, e de Flávia Lacerda, Miss Marajó CNB 2017, foram anunciados os nomes das duas escolhidas de 2018:

A Miss Pará CNB 2018 é Isabella Garcia, uma estudante de medicina de 1.78 m de altura, natural de Itaituba. Atualmente ela cursa faculdade em Manaus. Já a nova Miss Marajó CNB é Thays Sintra, engenheira agrônoma e mestre em Ciência Animal, que em breve se formará também em Nutrição.

Edmilson Picanço, representante do Morhan em Marituba (PA), homenageou as misses com flores e as convidou para serem embaixadoras da luta contra a hanseníase no Pará. Convite feito, convite aceito, com muita alegria.

Também prestigiou a coroação, a bela Alane Dias, vencedora do tradicional concurso carnavalesco paraense "Rainha das Rainhas", o Mister Pará CNB, Danílson Furtado, a dra. Raphaela Cruz, importante apoiadora das ações das misses em Belém, Artur Custódio, representante do Morhan Nacional, o diretor nacional Henrique Fontes, o coordenador do Mister Pará CNB Adenir Neto, e diversos voluntários do Morhan no Estado do Pará.

a1.jpg

Esta foi a primeira vez que uma Miss Mundo estrangeira presenciou a coroação de misses estaduais no Brasil, um marco histórico para os concursos de beleza do Pará.

Fotos Artur Custódio e fotógrafos JK Eventos.

Embaixador da Índia em Brasília recebeu a Miss Mundo e comitiva

Henrique Fontes

31301722_10160222885470576_223648095383060480_n.jpg

O embaixador da Índia no Brasil, o senhor Ashok Das, ofereceu um magnífico jantar na Embaixada da Índia em Brasília para receber a Miss Mundo Manushi Chhillar. Também estiveram presentes no evento a primeira-dama do Distrito Federal, a senhora Márcia Rollemberg, representantes da APAE-DF, a atriz Maria Paula, a Miss Brasil Mundo Gabrielle Vilela, o Mister World Brasil Carlos Franco, a Miss Brasília CNB Isabela Schott, o diretor do CNB Henrique Fontes e o coordenador do Miss e Mister Brasília CNB Mayck Carvalho.

31290745_10160222885570576_5575922235262107648_n.jpg

O embaixador Das e a Primeira-Dama falaram da importância da visita da Miss Mundo a Brasília, em especial por todo o seu engajamento em projetos sociais tão importantes e pelo apoio a APAE-DF.

Manushi agradeceu a recepção e ficou feliz com um jantar indiano. "A comida estava excelente, mesmo que adaptada ao paladar brasileiro. Se fosse como na Índia, garanto que seria muito mais picante", observou com bom humor a Miss Mundo. 

Já para a Miss Brasil Mundo Gabrielle Vilela, este foi o seu primeiro contato com a culinária indiana: "Aprovada! Pratos deliciosos e muito bem temperados, quero mais!", comentou a mais bela do nosso país.

Nosso muito obrigado ao Sr. Embaixador da Índia por uma noite muito especial!