ENTRE EM CONTATO

 


Petrópolis, RJ
BRAZIL

Site oficial do Miss Brasil Mundo e Mister Brasil CNB. O Concurso Nacional de Beleza é o evento responsável pela eleição da Miss Brasil Mundo e do Mister Brasil CNB. A vencedora representa o país no Miss World, um dos dois principais concursos de beleza do planeta. O Mister Brasil CNB participa em um dos cinco concursos que fazem parte do Grand Slam (Mr World, Mister Supranational, Mister International Mister Global ou Manhunt International) - todos licenciados do CNB no Brasil. 

Histórico

Miss Brasil Mundo 1958

Henrique Fontes

1958 – Sônia Maria Campos – PERNAMBUCO

Miss Brasil 1958 – Diários Associados
(A segunda colocada foi designada Miss Brasil Mundo)

Maracanãzinho – Rio de Janeiro (DF)
Candidatas: 23

              Sônia Maria Campos

              Sônia Maria Campos

1- DISTRITO FEDERAL – Adalgisa Colombo – Miss Brasil Universo
2- MISS MUNDO BRASIL 1958 – PERNAMBUCO – Sônia Maria Campos
3- MINAS GERAIS – Denise Guimarães Prado
4- SANTA CATARINA – Carmen Erhardt
5- SÃO PAULO – Madalena Fagotti

Demais Candidatas:

ACRE – Nascília Nogueira
ALAGOAS – Noélia Lopes Cavalcanti
AMAPÁ – Ilma da Silva Dias
AMAZONAS – Ruth Costa Novo
BAHIA – Anna Maria Carvalho
CEARÁ – Maria Sanford Frota
ESPÍRITO SANTO – Marly Gomes Cunha
ESTADO DO RIO – Eunice Pamplona Xavier de Brito
GOIÁS – Magda Renate Pfrimer
MARANHÃO – Ida do Brasil Valente
MATO GROSSO – Moacyr Metello
PARÁ – Margareth Cleid Huhn
PARAÍBA – Stella Maria Stuckert Vasconcelos
PARANÁ – Ana Maria Felício de Paiva
PIAUÍ – Maria Creusa Portela Madeira
RIO GRANDE DO NORTE – Maria Silveirinha Soares
RIO GRANDE DO SUL – Tânia Maria Santos de Oliveira
SERGIPE – Maria Nilza de Brito

Sônia Maria Campos (esq) foi a Miss Brasil Mundo; Adalgisa Colombo, vencedora do concurso, foi ao Miss Universe; Minas Gerais conquistou o terceiro lugar.

Sônia Maria Campos (esq) foi a Miss Brasil Mundo; Adalgisa Colombo, vencedora do concurso, foi ao Miss Universe; Minas Gerais conquistou o terceiro lugar.

Prêmios especiais:

Miss Simpatia – PARANÁ – Ana Maria Felício de Paiva

Sobre o concurso e candidatas…

- Como Martha Rocha declinou convite para participar do Miss Mundo 1954 devido aos inúmeros compromissos assumidos com a fama adquirida depois de perder o Miss Universo por suposta culpa de duas polegadas a mais no quadril, foi somente em 1958 que o Brasil enviou a sua primeira candidata a Londres. Foi determinado que a Miss Brasil no Miss World seria a segunda colocada do concurso de Miss Brasil realizado pelos Diários Associados. Sônia Maria Campos de Pernambuco foi a primeira eleita;
– No Miss Mundo daquele ano, 22 países participaram, entre eles, a Tunísia e o Marrocos. Venceu a Miss África do Sul, Penelope Anne Coelen;
– A francesa Claudine Auger, segunda colocada, tornou-se uma das maiores estrelas do cinema francês e foi imortalizada como a Bond girl Domino, em “007 – Operação Relâmpago”;
– A pernambuca Sônia Maria Campos propiciou uma bela estreia para o Brasil no Miss Mundo: foi finalista e a melhor classificada entre as candidatas do continente americano.

* * * *

Miss Mundo 1958 – resultados

13 de outubro de 1958
Londres, Reino Unido
22 candidatas

                                                        Penelope Anne Coelen, Miss Mundo 1958

                                                        Penelope Anne Coelen, Miss Mundo 1958

MISS MUNDO 1958 –  ÁFRICA DO SUL – Penelope Anne Coelen
2  FRANÇA – Claudine Auger
3  DINAMARCA – Vinnie Ingemann
4  SUÉCIA – Gun Harriett Margareta Wagstrom
5  HOLANDA – Lucienne Struve
6  REINO UNIDO – Eileen Elizabeth Sheridan
7 BRASIL – Sonia Maria Campos

Semifinalistas
ALEMANHA – Dagmar Herner
ITÁLIA – Elisabetta Velinsky
NORUEGA – Aase Qjelvik

fotos: o Maracanãzinho recebia o Miss Brasil pela primeira vez lotado; Sônia Maria Campos desfila para os jurados com traje de banho Catalina e vestido de gala; Sônia Maria e Adalgisa; Sônia Maria de Pernambuco, a primeira Miss Brasil Mundo; o top 3 do Miss Mundo de 1958; a Miss Mundo 1958; Claudine Auger, vice-Miss Mundo, Bong Girl e estrela do cinema.

Agradecimento especial: Roberto Macedo, José Henrique Rocio, Arthur Coelho, Evandro Silva, revistas Manchete e O Cruzeiro